SEMANA NACIONAL DO DOADOR DE SANGUE: ENTREVISTA COM GABRIELLA SENA

November 26, 2018

 

Na semana do DOADOR VOLUNTÁRIO DE SANGUE, decidimos contar histórias marcadas pela solidariedade e superação, como a da Gabriella Sena, de 16 anos.
Em 2015, a Gabi foi diagnosticada com Leucemia e vem, desde então, vencendo batalhas. No último dia 20 de setembro, realizou seu transplante de medula e vem se recuperando e dando seu exemplo de vida.
Ao saber que seu transplante havia sido marcado, se dividiu entre a felicidade de mais uma vitória e a preocupação em continuar mobilizando doadores para outras pessoas que ainda se encontram na fila de espera.
No último dia 15, a Gabi nos recebeu para uma conversa, acompanhada por sua mãe, Luciene, e por sua prima, Thaiane. Você confere o conteúdo deste bate-papo a seguir.

 

QUANDO VOCÊ DESCOBRIU A DOENÇA E COMO FOI O DIAGNÓSTICO?

 

A descoberta da doença aconteceu em 2015. Entre abril de 2015 e outubro de 2017 realizei transfusões de sangue e passei por seções de quimioterapia. Passei pelo protocolo de dois anos e meio. Acabei o tratamento e fiquei em recuperação até abril deste ano, quando a doença voltou. E quando ela volta, vem de uma forma mais agressiva. Por isso, a equipe médica que me acompanhava decidiu fazer o possível para agilizar o transplante, que aconteceu no dia 20 de setembro.

 

E COMO TEM SIDO SUA RECUPERAÇÃO DESDE A REALIZAÇÃO DO TRANSPLANTE?

 

Fiquei internada por quarenta dias, realizando transfusões, sendo que uma das principais foi a que aconteceu um dia antes do fim deste período, para certificar que eu tinha boas condições de ir para casa. Hoje, faço exames semanais e tomo remédios diariamente, como parte desta etapa. Com estes exames, a equipe médica avalia se novas transfusões serão necessárias. Essa fase, um pouco mais rigorosa, dura 100 dias. Os resultados dos exames indicam os novos passos do tratamento.

 

COMO FOI USAR AS REDES SOCIAIS PARA FAZER UMA CAMPANHA E MOBILIZAR DOADORES?

 

Na verdade, a iniciativa partiu de minha prima, Lorena. Ela criou uma página. Eu sempre postava algumas coisas, mas não falava muito. Então, hoje, eu faço postagens no Facebook e Instagram. Quando meu transplante foi marcado, fiz uma postagem falando para as pessoas continuarem doando, pois eu não era a única pessoa precisando dessa doação. Ainda existe muita gente esperando por um doador. Eu dei muita sorte, porque encontrei um doador na semana seguinte ao meu cadastro no banco. Neste momento, decidi não divulgar nada, para que as pessoas continuassem se voluntariando. Esperei dar tudo certo para divulgar essa notícia.

 

PARA VOCÊ, O QUE AINDA FALTA PARA QUE AS PESSOAS TENHAM MAIS CONSCIÊNCIA DA IMPORTÂNCIA DA DOAÇÃO DE SANGUE?

 

Eu acho que muita gente ainda não vai doar por falta de informação. Alguns acham que vai doer, outros têm medo de detectar alguma doença. As pessoas precisam ler mais sobre o assunto para entender, por exemplo, que uma tatuagem não impede alguém de doar de forma definitiva. Quem se informa, sabe que 1 ano após fazer uma tatuagem, poderá fazer uma nova doação. É um exemplo de como a falta de informação atrapalha. Todos precisam saber da necessidade de se alimentar bem e cuidar do próprio corpo para poder ajudar outras pessoas.

 

QUE RECADO VOCÊ DEIXA PARA OS DOADORES E PARA QUEM AINDA NÃO TEVE A EXPERIÊNCIA DE DOAR SANGUE?

 

Eu penso no seguinte: a situação de quem pode doar sempre será mais simples que a de alguém que necessita da doação, pois quem precisa está passando por uma série de problemas, como foi o meu caso. Então, eu digo que doar não é um problema, não dói e é bem simples. Basta se conscientizar, buscar informação sobre o assunto e ajudar outras pessoas!

 

--------------------------------------------------

 

Uma história inspiradora, não é mesmo?

Você pode se juntar à nossa corrente de solidariedade! Agende sua doação em poucos cliques AQUI

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

USO DE MEDICAMENTOS X DOAÇÃO DE SANGUE

April 22, 2019

1/2
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags